O Campeonato de Equipes da Stock Car

Infelizmente duas equipes já estão rebaixadas. A última vaga depende do “Tapetão”.

Neste fim de semana em Londrina, Paraná, foi disputada a 9ª etapa da Copa Caixa Stock Car. A etapa não foi só importante porque teve inicio o Playoff, mas também porque definiu as equipes que não disputarão a temporada 2011. Pelo menos era para definir as três equipes. Apenas duas foram definidas.

Explicando. Depois de nove etapas duas equipes já caíram oficialmente: Gramacho Costa e Amir Nars. O Amir, com o patrocínio da Cerveja Crystal, até tentou uma ‘cartada’ final para se salvar. Colocou Ricardo Sperafico na vaga de Costantino Júnior e estava conseguindo se salvar. Até a parada do pitstop. Depois da troca de pneus, Ricardo mantinha-se entre os dez primeiros – condição que tirava Amir do rebaixamento – mas a roda traseira direita saiu voando e o piloto perdeu todas as posições até voltar para o boxe. Voltas depois ele abandonou em definitivo.

A terceira vaga para o rebaixamento está entre RZ Corinthians e Hot Car. Se considerarmos o resultado de Campo Grande, que está sub judice, quem cai é a Hot Car. Se o time do Zonta (Corinthians) perder o recurso que está na CBA, e assim perder os pontos de Campo Grande, o time do Todo Poderoso Timão vai para a 2ª divisão.

A Hot Car, time de Amadeu Rodrigues, teoricamente não faz diferença se cair ou não. Se ele cair, não tem problema. Continua na primeira divisão com a sua equipe de Montana que está subindo. Mas é preciso saber se ele quer ter quatro carros na Stock Car. Se quiser isso, torce para que Zonta não ganhe os pontos de Campo Grande.

Hoje na Stock Car são três os donos de equipe que possuem dois times: Andreas Mattheis – Red Bull e A. Mattheis Motorsport; Rosinei Campos (Meinha) – Eurofarma e RC Motorsport; Mauricio Ferreira – Blau Full Time e Itaipava Racing Team.

Ah, um dos motivos para que o campeonato de equipes da Stock Car seja decidido na 9ª etapa, e não na 12ª, é para que as equipes tenham tempo para buscar patrocínio para o ano seguinte. Mas, do jeito que está, esperando o “tapetão’, esta tese furou. E ainda não se sabe quando será o julgamento.

Continuo batendo na tecla: para que rebaixamento? É interessante ter um Amir Nars – com toda sua história no automobilismo – amargando a ‘2ª divisão’?  Isto, estou pensando na melhor das hipóteses, sem ele ‘quebrar’.

Esse post foi publicado em Stock Car e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para O Campeonato de Equipes da Stock Car

  1. Liziane Berrocal disse:

    Nei, o blog está muito bom, elucidativo, inclusive para os “leigos” como eu. Parabéns pela ‘coragem’. Acompanho com olhar brilhando…

  2. Andréa Marques disse:

    Bom dia!!

    Segundo informação do próprio Cacau Ricci isso ainda não está certo ainda,teremos que aguardar o final da 12ª Etapa p/ ficar definido.

  3. delima disse:

    bem vindo ao tapetão!

  4. Alan Magalhães disse:

    O automobilismo brasileiro pensa que é o futebol brasileiro. Rebaixar equipes é o mesmo que expulsar clientes que querem comprar na sua loja, só porque a loja está vendendo bem. No dia que as vendas caírem, você sentirá saudades daqueles clientes defenestrados. Há regras claras no Código Internacional da FIA para capacidade máxima de grids para cada pista e mecanismos para eliminação dos excedentes, mas sempre dando condições a todos de tentarem uma vaga na corrida. O primeiro erro aqui é definir um número máximo de grid para pistas diferentes, de comprimentos e larguras diferentes, a besteira já começa aí. Você pode ter até 200 inscritos, basta organizar eliminatórias em mini corridas desde sexta feira para ver quem participa no domingo, o exemplo pode ser tomado da TC Argentina. Mas por aqui, com o nível das autoridades que temos, principalmente as técnicas, não poderia dar outra, apenas carimbam as idéias que vêm dos promotores. As equipes que caem deveriam sair da categoria, irem para, para… putz, para onde? Não há opções. Tá explicado porque as regras se sustentam.

  5. Claudio Stringari disse:

    Essa gestão ditatorial vai se estender ao Campeonato Brasileiro de Marcas. Já são duas as montadoras que assinaram com Vicar e CBA. O Campeonato deve sair em 2011 mesmo. Mas, provavelmente, sem essa história de rebaixamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s