Super Cup: Aquela que era, sem nunca ter sido


Vocês se lembram da Super Clio? Competição que chegou a ter a primeita temporada disputada – não me lembro quando – e com título para o carioca Elias Jr. Nesta competicão também participaram Rafael Sperafico, Allam Khodair, Aldo Piedade entre outros.

Pois é. Ela foi remodelada e virou Super Cup. A primeira etapa seria neste fim de semana em Londrina. Seria. Veja o que aconteceu neste texto de Tarso Marques, amante do automobilismo e responsavel pelo site Green Flag.

Super Cup: Aquela que era, sem nunca ter sido

 

Mais uma vez uma categoria de automobilismo não sai do papel aqui no Brasil e morre antes mesmo de nascer. A Super Cup, campeonato que prometia ser um grande sucesso, pelo baixo custo e formato de evento combinado com varias atividades extra-pista, sucumbe diante da realidade. E a realidade é que não se cria um Campeonato de Automobilismo no Brasil, da noite para o dia, mas facilmente acaba-se com um.
Composto por três partes, o Projeto Super Cup tinha o piloto Thiago Marques como fornecedor dos carros, a Equipe Max Power Racing como preparadora e a MAGP (Maranata Agenciamento Publicitário) dirigida pelo empresário Davi Arraz, responsável pelo marketing e organização do evento.

Os carros foram entregues pela primeira parte e (teoricamente) montados pela segunda (para confirmar, apenas se os carros fossem para a pista). Mas parece que a terceira parte nao conseguiu verba suficiente para quitar o aluguel dos carros.

Infelizmente, parece que cerca de nove pilotos já haviam assinado contrato para participar do evento.

Não nos cabe julgar os verdadeiros motivos pelos quais o projeto não avançou, mas sim lamentar pelos pilotos que acreditaram que seria possivel andar em cum campeonato nacional gastando apenas 15 mil reais por etapa e com corridas transmitidas pelo canal Rede Vida.

A primeira etapa estava marcada para o último final de semana, 28 e 29/05, na cidade de Londrina e não foi realizada. Resta saber se os promotores do evento vão se manifestar e continuar com a idéia do campeonato.

“Cavalheiros, desliguem seus motores.”

Esse post foi publicado em Automobilismo e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Super Cup: Aquela que era, sem nunca ter sido

  1. Snowmeow disse:

    Acho que, pra categoria de automobilismo dar certo no Brasil, primeiro tem que evitar de colocar “Super” no nome. Colocou “Super” no nome, está fadada ao fracasso. Foi assim com a Super Clio, foi com a Super Mégane (Que só teve um protótipo), foi com a “Super Stilo” (Silhouettes no formato do Fiat Stilo), foi com a “Super Fórmula Brasil 2.0” (Que usaria os antigos F-Renault encostados), foi assim com a “Fórmula Super Vê” que depois virou F-2 BR e afundou, foi com a Super Turismo sul-americana e foi agora com a Super Cup. A única que tá malemá dando certo é a Superturismo do Ceará.

    • Snowmeow disse:

      E, por incrível que pareça, bastou tirar o “Super” que deu certo. A Sprint Race tá com a corda toda, vamos ver como vai daqui pra frente.

  2. Pingback: Sprint Race = Super Cup = Super Clio | Bobo da Corte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s