Trocadalhos do Carilho

Mais uma história da minha viagem para Alemanha e Itália. Na verdade são varias histórias. Quem me conhece, e é do meio jornalístico/automobilístico, sabe do ‘esforço’ que fazemos para criar um bom trocadilho. Alguns nomes como Tiago Mendonça, Cássio Cortes e Rodrigo França fazem doutorado nesta pratica.

E na minha viagem, com Rafael Munhoz da Revista Carro, não faltaram trocadilhos. E até gafes. Um resumo abaixo. Me perdoem o nível dos trocadilhos. Alguns são muito ruins.

Estávamos no aeroporto de Guarulhos e no nosso vôo estavam algumas misses que participaram do Miss Universo. Munhoz começou:

– Estou com vontade de ir até aquela Miss e dizer: “I miss you”.

E ainda piorou. Disse que se ela não desse bola para ele iria dizer: “missquece então!”

Isto antes de começar a viagem. Chegamos a Frankfurt, Alemanha. Existia um ação de marketing onde duas pessoas estavam vestidas de pilhas alcalinas. Pilha de controle remoto, câmera, etc. Munhoz mandou:

– Porra. Nem chegamos na Alemanha e os caras já estão ‘pondo pilha’ na gente!

Saímos do aeroporto e fomos atrás do nosso transporte. Munhoz todo felizão por estar na Alemanha. Foi quando ele soltou:

– Cara. Aqui é muito bom. Posso falar para qualquer um: E aí alemão!


Meu Deus. Estava piorando.

Chegamos no Salão de Frankfurt. Passeio daqui, passeio de lá, quando passamos a frente de um stand de um carro elétrico. O nome: Mia.

Munhoz mandou:

– Este carro é bom. Pena que a bateria mia muito rápido!

 

Meu Deus. Ai começaram as gafes. Ou por querer ou sem querer mesmo.

Tinha um grupo de quatro modelos e um rapaz sentado descansando. Munhoz, solteiro, de olho no grupo e sem saber para qual olhar. Todas gatas. Inclusive o ‘alemão’. Era bonitinho. Mas meio (para não dizer muito) afeminado.

Foi quando Munhoz mandou:

– Meu. Ali na rodinha pegaria ‘as’ cinco. Fácil.

Percebi com esta frase que ele estava necessitado mesmo.

Foi quando ele piorou a história. Disse:

– Ta vendo aquela morena ali? Tem cara que fode mais que caminhão quebrado na marginal!


Estávamos ha apenas três horas na Alemanha e já tinha saído todas estas besteiras da boca do cara.

Fomos para o aeroporto para embarcarmos para Bologna, Itália. Aquela passada básica do Dutt Free. Munhoz encontra o chocolate que, segundo o próprio, é o melhor do mundo. Pega uma caixa correndo e não vê a hora de abrir. Foi quando ele soltou:

– Vocês conhecem este chocolate? É muito bom. É bélgico. E tem gosto de orgasmo!

A parte do ‘bélgico’ eu até entendi. Acredito que ele quis dizer que o chocolate vem da Bélgica. Agora a parte que tem gosto de orgasmo, deixei quieto.

Chegamos ao hotel em Bologna. Perguntamos se tinha internet no quartos. A resposta foi positiva. Que os cabos estavam no quarto.

Munhoz subiu para a sua suíte e não encontrou o cabo. Resolveu descer até a recepção. Com um inglês perfeito perguntou:

–          Do you have a blue cable? For internet?

Cético que em todo lugar do mundo o cabo de internet é azul, Munhoz pensou que fez a pergunta correta. Mas o cidadão da recepção não entendeu. Munhoz então repetiu a pergunta. O cara ainda não entendeu. Foi quando ele achou uma melhor forma de perguntar sobre o “cabo azul”.

–          Do you have a Smurf cable?

Meus Deus! Ele usou os personagens azuis dos Smurfs para tentar o cabo.

Depois de mais alguns minutos de um dialogo perfeito, ele consegui o cabo de internet. Que era preto, por sinal.

Estávamos nós na fabrica da Lamborghini.  Conhecendo a linha de produção. Fomos informados que a produção é de 3,5 carros por dia. Munhoz então perguntou quantos funcionários trabalhavam. A resposta: 850. E veio o comentário:

– Cara. 850 caras para fazer três ‘carrinhos’ por dia?!?!

Mas veio uma pior. Estávamos no Museu da Lamborghini conhecendo a história da marca. Foi quando a responsável pelo grupo disse que um dos motivos da marca da Lamborghini ser um touro, é que Ferruccio Lamborghini, criador dos carros, nasceu em abril, e era do signo de touro. Ai Munhoz mandou:

– Sorte que o cara nasceu no signo de Touro. Porque se tivesse nascido no signo de virgem, a marca teria durado apenas 14 anos!

Meu Deus. Graças a Deus a viagem estava acabando. Conseguimos duas horas para passear em Bologna. Uma cidade pequena, muito agradável, cheio de belas ‘ragazzas’ . Munhoz viu uma turminha de belas garotas à frente e decidiu apertar o passo. Eu, Anderson e ele. Foi quando andamos, andamos, andamos e chegamos atrás das moças. Foi quando Munhoz mandou:

– É amigo. Chegar é uma coisa. Ultrapassar é outra!

Quando percebi que ele já estava até parodiando Galvão Bueno, parei por ali.

Mas a pior de todas veio no jantar.

Estávamos jantando com o pessoal da Lamborghini em um belo restaurante. Foi quando veio a comida. Chiara, a garota italiana que estava a mesa, recusou uma comida porque disse que não podia comer glúten (algumas pessoas passam mal com esta substancia).

Munhoz estava ao lado da Chiara e escutou a conversa. Foi quando ele quis contar para nós o porque ela não podia comer:

– A Chiara não pode comer. A comida tem glúteo!

Meu Deus!!!! Ele confundiu glúten com glúteo. Que vergonha. Até explicamos para os italianos a ‘pequena’ confusão do Munhoz.

Estes foram alguns trocadilhos e gafes que eu lembrei de marcar. Foram vários outros.

Pelo menos a maioria eram trocadilhos inteligentes. As gafes, acredito, foram por querer também.

Uma baita viagem legal. Legal pra carilho!

Obs: ta certo que todos os trocadilhos e gafes não vieram da mente do Rafael. Estávamos em quatro pessoas no grupo. Mas escolhi ele neste post para assumir tudo!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Causos do Nei e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Trocadalhos do Carilho

  1. Rafael Munhoz disse:

    Hahahaha tudo muito bom, apesar de metade das gafes ter saído da sua boca hahahaha!

  2. O Smurf Cable é muito sem noção! HAHAHAHAHA

  3. Michelle de Jesus disse:

    mais um pouco, ia aparecer a família Smurf inteira….kkk muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s