Categoria de Fórmula bem organizada é sucesso

Já escrevi vária vezes aqui no blog o perrengue que a Fórmula 3 e a Fórmula Futuro estão passando. Nenhuma das duas está conseguindo reunir mais que dez carros no grid. E também quem acompanha este blog vai lembrar que escrevi em junho sobre a Fórmula 1.6 Gaucha. Que na época estava com 17 carros no grid. Relembre aqui.

E não é que recebi um email do Dudu de Moraes – que me deve um churrasco – avisando que a categoria atingiu a meta de 20 carros. E que só não teve 21 porque um quebrou o motor. E que a Minelli, fabricante de chassis nos anos 90, está finalizando os primeiros chassis zero km para 2011.

Parabéns aos organizadores.

Uma mea culpa (corrigido pelo Pedro Amorim) aqui. Claro que falar mal da F3 e da Fórmula Futuro é fácil. Imagino que é muito mais trabalhoso organizar um campeonato que compete o Brasil todo e até em países vizinhos. Mas também acredito que é possível realizar um trabalho melhor. As pessoas à frente destes campeonatos, até onde eu sei, são sérias. Falta o que?

Não sei.

Abaixo o textinho dos caras:

No ultimo final de semana, a fórmula 1.6 atingiu a meta que tinha sido estabelecida lá em julho de 2010, para ser atingida no final de 2011.
Alinharam 20 carros no Autódromo do Velopark,(veja foto anexa) sendo que 21 carros estavam lá, porém um carro não participou por quebra do motor.
Quando nos reunimos naquela oportunidade a categoria estava passando por dificuldades, com poucos carros no grid e com péssimo
conceito junto aos clubes e federação.

 

Contava porém com um pessoal com grande capacidade, infelizmente desmotivados.

 

A partir da escolha de uma comissão que passaria a gerir os interesses da categoria, iniciou-se um planejamento estratégico, focado principalmente no aumento do grid, com extensa publicidade dentro e fora do estado, convites para testes, remodelação do site, com novo administrador e paralelo a isso uma conscientização de todos os envolvidos para que os carros passassem por melhor manutenção a fim de evitar quebras, além da preocupação com o visual dos carros e equipes.

 

Trabalhamos junto ao Depto de Kart da FGA em busca de interessados vindo do kart.

 

Fomos atrás dos pilotos da extinta fórmula São Paulo oferecendo a mesma competitividade porém com o dobro do grid e com um custo por prova mais de 50% inferior à realidade deles.

 

Nosso pessoal buscou carros parados em todos os rincões deste Brasil e trouxeram para o RS a fim de adaptá-los ao nosso regulamento.

 

A comissão tecnica, ao elaborar o regulamento de 2011 manteve a premissa básica do custo baixo e paridade de equipamentos.

 

A Pirelli também se fez presente e subsidiou uma parte dos jogos de pneus para esa temporada, reduzindo o custo em 50%.

 

As Lojas Benoit, parceiras de primeira hora nesta nova empreitada, em 2010 distribuiram premios aos pilotos da categoria e em 2011 estão bancando o custo de transmissão das provas pelo Speed Channel, Ulbra TV e Rede Vida, ajudando a divulgar a categoria para toda a América Latina.

 

Varios sites e Blogs passaram a dar destaque aos monopostos gaúchos.

 

A Minelli, fabricante de chassis nos anos 90 voltou a se interessar e já está finalizando os primeiros chassis novos para entrega no final de 2011.

 

Todo este “barulho” acabou despertando  o interesse de muita gente e hoje a categoria conta com pilotos de Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Tocantins além do grande interesse de paulistas e mineiros.

Carlos Giacomello.

Anúncios
Esse post foi publicado em Automobilismo e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para Categoria de Fórmula bem organizada é sucesso

  1. Marcos Ferreira disse:

    Nei, acho que não é questão de organização, é custo mesmo…. Não sei quanto custa correr numa Fórmula 1.6, mas deve ser bem mais barato que na F3 Sudamericana. E correr na F3 Sudamericana não é tão mais barato que na Europa (também não sei quanto custa correr na F3 e na Europa).

    Acho que no Brasil deveriam ter mais categorias-escola como a Fórmula 1.6, todas regionais, e ainda até uma categoria escola, com carros sem os apêndices aerodinâmicos. Se todos esses regionais corressem sobre o mesmo regulamento, no fim do ano poderíamos ter um festival com os melhores de cada estado, finalizando um campeonato brasileiro.

  2. pedro amorim disse:

    meia cupla???? nao seria mea culpa?

  3. Dudu de Moraes disse:

    Nei na ultima etapa da stock você vem pra cá e me avisa! o churraso sai facil…. valeu o apoio abraço Dudu

  4. Respondendo ao Marcos:
    Não tem comparação os custos das categorias Top com a Fórmula 1.6, muito menos o retorno(?) que elas proporcionam. Nosso regional tem um custo aproximado de 5/7 mil por prova, mas não tem toda a divulgação que a F3 e a FFuturo tem. O que eu considero uma grande diferença entre nós e eles, é que em 2010, nós tínhamos 8 carros no grid da prova inicial e hoje, com muito trabalho e um projeto bem definido alinhamos 20 carros e a tendencia é aumentar à medida que mais carros ficarem prontos. Se nós conseguimos reverter um quadro destes, com muito menos recursos, não entendo por que as duas categoria nacionais não conseguem alavancar.

  5. Snowmeow disse:

    Posso responder, Carlos?
    O problema está justamente nos custos e na falta de divulgação. Pelo que eu saiba, nenhum canal de TV (aberto) transmite corridas de F-3 ou F-Futuro. A Stock Car e a Truck contam com transmissão televisiva e muito, muito marketing, coisa que as Fórmulas não têm. E os custos são um absurdo. Por isso, eles alinham menos de 10 carros e a F-1.6 gaúcha chegou a esse belíssimo grid de 20 carros (E que venham mais!).
    A propósito, já que abriu vaga para os antigos Fórmula Chevrolet, podia abrir também para os antigos Fórmula 3 pré-fibra de carbono, garanto que apareceriam ainda mais carros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s