A tomada de tempos mudou para a última corrida da Stock Car

Hoje começou a programação da final da Stock Car. Depois de 11 corridas na temporada, chegou a hora da decisão. E como na Stock tudo muda a cada etapa, no Velopark, Rio Grande do Sul, não será diferente. A tomada de tempos mudou.

Vamos lá. Como é que era. Os pilotos tinham 20 minutos de pista aberta (Q1) para registrar as melhores voltas. Os dez mais rápidos passavam para o treino seguinte (Q2) para definir a pole position. Isto em circuitos normais. Nas provas de ruas – Salvador e Ribeirão Preto – os pilotos iam para a pista sozinhos, em ordem inversa da classificação do campeonato, para duas voltas cronometradas. Esta medida serve para não ter o problema do piloto ser atrapalhado na sua volta rápida.

Como Velopark é uma mistura de autódromo com pista de rua (pela sua extensão e largura) o treino classificatório será meio a meio.

O Q1 será dividido em dois grupos de 10 minutos. Ai os cinco mais rápidos de cada grupo vão para o Q2. Estes 10 disputam a pole.

Justo. Acho legal. Só não acho legal mudar na última etapa na quinta-feira, um dia antes dos treinos começarem.

Como esta informação veio no release da MF2, foto dos carros do time. Miguel Costa Jr.

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Stock Car e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A tomada de tempos mudou para a última corrida da Stock Car

  1. Pingback: Serra o mais rápido nesta manha no Velopark | Bobo da Corte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s