Zagueiro de respeito

Na minha adolescência eu joguei muita bola. Fui muito bom. Era melhor que meu irmão. Em posições diferentes. Meu irmão Gil era meio atacante. Um numero 8 ali no meio campo. Eu já fui lateral esquerdo, volante e zagueiro. Inclusive eu e o Gil até fizemos uns testes no Palmeiras quando jovens. Mas corinthiano como somos, nunca daria certo.

Sempre fui um zagueiro de classe e viril. Uma mistura de Domingos do Santos com Beckenbauer. Um baita zagueiro. Tive uma coleção de cartões amarelos e alguns vermelhos. Certa vez, jogando Futebol de Salão nas Olimpíadas Escolares, fui expulso. E não queria sair da quadra. Queria briga. Ai meu pai entrou e me tirou pela orelha. Era criança? Não. 16 anos. Puta vergonha.

As fotos abaixo e a acima mostram a minha postura. Hoje não jogo mais. As vezes sou chamado para os Desafios: Amigos do Zidane contra Amigos do Ronaldo; Amigos do Itaim Bibi contra amigos da Zona Norte.

Esse post foi publicado em Causos do Nei e marcado , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Zagueiro de respeito

  1. Chicão da Fiel disse:

    Larga de ser mentiroso, Neizinho…

  2. Caio Martori disse:

    Bons tempos meu amigo Nei. Time imbatível esse do Tessari, hein? Foram tantas vitórias, algumas delas épicas. A primeira foto (do Uniforme vermelho e cinza) foi uma dessas vitórias que não saem da minha cabeça. Me lembro como se fosse hoje. Mas foi em 1991. Abraço!

  3. zelia disse:

    Viu Chicão como não é mentira? o Caio confirmou tudo sobre o zagueirão Nei. O Nei so esqueceu de contar que o pai dele era o dono do time, logicamente o Nei dono da bola.

  4. Agora a D. Zélia explicou o “talento” do Nei…

  5. Caio Martori disse:

    O Nei era realmente um jogador peculiar. Tinha certa habilidade, mas gostava mesmo de descer o sarrafo. O Gil era mais habilidoso, o famoso “corisco”, rápido e com um futebol bem moleque. Eu lembro do dia em que o Nei foi expulso. Perdemos a final nos penalties, foi uma frustração imensa pra mim, goleiro alto que sempre fui. O goleiro adversário tinha 1,60m no máximo. Depois desse jogo, teve a partida de Handball contra a mesma equipe e eu jogava na linha. Fiz questão de jogar várias bolas com muita força em cima do goleiro pra descontar minha raiva. Goleamos no Handball, mas queriamos mesmo era vencer no futsal.
    O Nei era o filho do dono, mas tinha lugar no time sim, independente do nepotismo…rs
    Sobre os testes no Palmeiras, eu fiz também e voltamos juntos pra Piedade no fusquinha marrom do Neizão. Rasgava a Marginal Tietê e a Raposo Tavares como se fosse uma Ferrari. Bons tempos.

  6. Alê disse:

    Nei, tu era feio de doer, rs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s